Dor Mecânica nas Costas e Diferenças em Relação à Dor Inflamatória

Dor Mecânica nas Costas e Diferenças em Relação à Dor Inflamatória

Dor Mecânica nas Costas. Se suas costas o incomodam, você pode atribuir sua dor a um colchão ruim, exagerar na academia ou jogar as costas para trás enquanto levanta algo pesado.

Todas essas são consideradas causas “mecânicas” da dor nas costas, o que significa que houve uma interrupção na maneira como os componentes das costas (coluna vertebral, músculo, discos intervertebrais e nervos) se encaixam e se movem.

Veja neste artigo em que consistem os termos Dor Mecânica e Dor Inflamatória, e como diferenciar estas condições.

Dor Mecânica nas Costas x Dor Inflamatória

Há também outro tipo – e muito menos conhecido – de dor nas costas que é considerada uma dor inflamatória, não mecânica.

Esse tipo de dor nas costas é uma forma de artrite inflamatória, que ocorre porque o sistema imunológico está atacando por engano as articulações da coluna vertebral. Uma causa para a dor inflamatória é a espondilite anquilosante.

A espondilite anquilosante geralmente afeta os ossos da coluna e onde a coluna se conecta à pelve (conhecidas como articulações sacroilíacas). Também há inflamação onde ligamentos e tendões se ligam ao osso, como o tendão de Aquiles no tornozelo. Os sintomas mais comuns são crises intermitentes de dor e rigidez na região lombar, quadris e nádegas.

Diagnóstico Diferencial para Dor Mecânica e Inflamatória

Se você responder sim à maioria das perguntas a seguir, é provável que sua dor nas costas seja inflamatória e não mecânica.

  • A dor nas costas começou quando você tinha menos de 40 anos?
  • Sua dor nas costas o acorda no meio da noite e impede que você adormeça?
  • Seus sintomas melhoram se você se exercita ou se move?
  • A sua dor nas costas piora quando você descansa ou permanece sentado por longos períodos?
  • Suas costas ficam rígidas logo de manhã por pelo menos 30 minutos?
  • A dor nas costas melhora quando você toma medicamentos anti-inflamatórios?
  • Sua dor nas costas já está acontecendo por mais de três meses?
  • Existem outros sintomas que podem parecer não relacionados, incluindo inflamação ocular, doença inflamatória intestinal, psoríase ou dor nas articulações periféricas, como tornozelos ou joelhos?

Importância de Saber se a Dor é Inflamatória ou Mecânica

Se sua dor nas costas é mecânica, a melhor maneira de tratá-la é dar tempo para deixar seu corpo se curar, enquanto você realiza fisioterapia.

Mudanças no estilo de vida, como perder peso, parar de fumar, melhorar a postura e se exercitar mais, também podem ajudar, permitindo uma melhor circulação nos discos intervertebrais e aliviando a pressão na coluna vertebral.

As injeções de esteroides podem ser usadas para aliviar a dor que não está melhorando com a fisioterapia e as mudanças no estilo de vida; a cirurgia é considerada um último recurso.

Se sua dor nas costas for inflamatória, no entanto, a inflamação contínua do sistema imunológico continuará causando dor, mesmo quando tentar tratar sua dor nas costas com as opções acima. Medicamentos mais recentes, como medicamentos biológicos que reduzem a atividade do sistema imunológico, fornecem tratamento mais direcionado e eficaz.

Se você tentar tratar dores inflamatórias nas costas com tratamentos que aliviam dores mecânicas, não ficará melhor. Com o tempo, a espondilite anquilosante pode fazer com que as vértebras da coluna se fundam, resultando em danos permanentes e em uma postura curvada.

No entanto, lembre-se de que não há um único teste ou sintoma que possa confirmar um diagnóstico de espondilite anquilosante. É um julgamento clínico do seu médico, com base nas informações de um exame físico, exames de sangue, imagens e sintomas auto-relatados.

Os sintomas acima mencionados de dor inflamatória nas costas, juntamente com outros resultados, como raios-X ou ressonância magnética, evidenciam inflamação ou danos às articulações.

Você também deve estar ciente de outros sintomas de espondilite anquilosante, além de dores nas costas e nos quadris.

Referência: SpineUniverse

Compartilhar: