O Que É Espondilose?

O que é Espondilose? Este termo é utilizado para diferentes formas de degeneração relacionada à idade da coluna vertebral. À medida que as pessoas envelhecem, seus ossos, discos, cartilagens e ligamentos mudam. Os esporões ósseos (crescimento anormal dos ossos) podem se desenvolver, os discos podem secar e rachar, a cartilagem pode se desgastar e os ligamentos podem engrossar. Essas mudanças degenerativas relacionadas à idade são todas formas de espondilose.

Compreenda como Acontece a Espondilose

Como abordamos em nosso artigo: “Anatomia da Coluna Vertebral“, os ossos da coluna são chamados de vértebras. Entre cada par de vértebras, há três articulações: uma articulação na frente da coluna que é chamada de disco intervertebral e duas articulações na parte de trás da coluna, que são chamadas de facetas. Essas articulações são feitas de cartilagem e amortecem os ossos. Os ligamentos estão ao redor da coluna vertebral e mantêm as vértebras juntas. Estes ajudam a apoiar as articulações e ossos.

A espondilose é causada pelo desgaste nos componentes da coluna, com a formação de esporões ósseos. O principal fator de risco para o desenvolvimento de espondilose é a idade.

A condição pode ocorrer na coluna cervical (pescoço), coluna torácica (costas superior e média) ou coluna lombar (região lombar), sendo que a espondilose lombar e espondilose cervical são as mais comuns.

Termos Semelhantes a Espondilose

Existem vários termos médicos que parecem semelhantes e muitas vezes são confundidos com espondilose, incluindo:

  • Espondilite – a inflamação de uma ou mais vértebras, como na espondilite anquilosante, uma forma inflamatória de artrite da coluna. Este é um processo muito diferente do que a espondilose, porque a espondilose é degenerativa, enquanto a espondilite é inflamatória.
  • Espondilólise – o desenvolvimento incompleto e formação da parte de ligação da vértebra. Este defeito predispõe à espondilolistese (ver abaixo) por causa da instabilidade da coluna vertebral.
  • Espondilolistese – consiste no deslocamento para a frente ou para trás do corpo de uma das vértebras em relação a uma vértebra adjacente. Como resultado, a coluna deixa de estar alinhada normalmente. Se as vértebras deslocadas se deslocam com o movimento da coluna, isso é chamado de espondilolistese dinâmica.
  • Estenose espinhal – consiste no estreitamento do canal vertebral. Esse estreitamento do canal vertebral que limita a quantidade de espaço para a medula espinhal e nervos, causando sintomas como dor, dormência e formigamento.
  • Espondilose deformante – o crescimento de esporões ósseos (osteófitos) ou pontes ósseas ao redor de um disco intervertebral em degeneração na coluna vertebral.

Sintomas

A espondilose nem sempre causa sintomas. Quando os sintomas ocorrem, eles normalmente incluem dor no pescoço ou nas costas ou rigidez.

Espondilose pode levar a estenose espinhal, que é um estreitamento do canal vertebral. Como resultado, a medula espinhal e / ou raízes nervosas espinhais podem ficar comprimidas (pinçadas). Por exemplo, a medula espinhal cervical pode ser afetada pela compressão da espondilose. Isso é chamado de mielopatia espondilótica cervical. Os sintomas da mielopatia espondilótica cervical incluem:

  • Formigamento e dormência nos braços, mãos, pernas e / ou pés
  • Fraqueza nos músculos dos braços, ombros, pernas, pés e / ou mãos
  • Problemas de coordenação

Tratamentos

Normalmente, as medidas não cirúrgicas são eficazes no tratamento dos sintomas associados à espondilose. As medidas não cirúrgicas incluem analgésicos e fisioterapia.

No entanto, se espondilose resultou na compressão da medula espinhal ou raízes nervosas da coluna vertebral, a cirurgia pode ser necessária para aliviar a pressão. O tipo de cirurgia necessária pode incluir técnicas minimamente invasivas ou não e variar de acordo com a causa da compressão da medula espinhal, com opções que incluem:

  • Discectomia para remover um disco herniado
  • Laminectomia para remover esporões ósseos ou remover parte da vértebra chamada lâmina
  • Laminoplastia para abrir espaço para o tecido nervoso, alterando a posição da lâmina
  • Fusão espinhal fundindo um segmento da coluna usando um osso transplantado com ou sem instrumentos

O cuidado domiciliar é importante na dor causada pela espondilose. Repouso no leito prolonga o tempo de recuperação. Assim, recomenda-se continuar as atividades normais, mas não faça nada que possa exacerbar o problema, como o trabalho pesado.

Referências:

Leave a reply