Discos Intervertebrais - Estrutura, Função e Importância

Discos Intervertebrais – Estrutura, Função e Importância

Os discos intervertebrais são fibrocartilagens situadas entre as superfícies das vértebras. Eles formam uma articulação fibrocartilaginosa entre os corpos vertebrais, ligando-os entre si.

Coletivamente, os discos correspondem a um terço ou um quarto do comprimento total da coluna vertebral. Sendo assim, tendo ou não algum problema em seus discos intervertebrais, é essencial conhecer melhor os engenhosos amortecedores de sua coluna, sua estrutura e função, até mesmo para garantir que eles permaneçam saudáveis.

Neste artigo, saiba mais sobre os discos intervertebrais e como eles são extremamente resistentes.

Discos Intervertebrais

Existem cerca de 23 discos na coluna:

  • 6 cervicais;
  • 12 na coluna torácica;
  • 5 na região lombar.

Os discos intervertebrais têm aproximadamente 7-10 mm de espessura e 4 cm de diâmetro (plano anterior – posterior) na região lombar da coluna.

Como regra geral, um disco intervertebral pode ser dividido em três componentes:

  • Um núcleo gelatinoso localizado centralmente (núcleo pulposo);
  • Um anel fibroso externo;
  • Duas placas terminais cartilaginosas.

O núcleo interno do disco intervertebral consiste em até 85% de água e tem uma consistência viscosa e fluida. Como uma espécie de gelatina, não tem uma forma fixa, mas toma uma forma diferente, dependendo da pressão. Isso a torna um tipo de almofada ideal.

Em crianças de até 2 anos, o núcleo interno do disco intervertebral consiste em um fluido, como a água. No entanto, à medida que envelhecemos, o núcleo interno torna-se mais duro e mais granular.

O anel fibroso de seus discos intervertebrais consiste em várias camadas que circundam o núcleo interno (núcleo pulposo) em círculos. Dentro dessas camadas, também há muitas fibras resistentes, semelhantes a tecido conjuntivo, entrelaçadas em todas as direções.

Um disco intervertebral também está situado entre duas placas cartilaginosas e os ossos de suas vértebras. Também é reforçado na parte de trás e na frente com ligamentos correspondentes.

Função dos Discos Intervertebrais

Nossa coluna lombar precisa suportar grandes impactos, como aqueles que acontecem ao espirrar ou tossir. Mas não se preocupe. Este engenhoso e extremamente resistente sistema é, por si só, suficiente para suportar cargas complexas e pesadas.

Seus discos intervertebrais estão localizados entre duas vértebras vizinhas em sua coluna. Sua principal tarefa é absorver a pressão e o impacto causados ​​por correr, pular ou simplesmente se mover, por exemplo. Dessa forma, eles também protegem seu cérebro contra choques muito fortes, já que qualquer impacto sobre a região posterior é distribuído uniformemente pela coluna.

É também função dos discos intervertebrais, juntamente com as pequenas articulações vertebrais, possibilitar que sua coluna se mova de forma suave e livre.

Os discos intervertebrais também evitam o atrito entre duas vértebras em movimento, evitando que os corpos vertebrais se esfreguem um contra o outro.

Nutrição dos Discos Intervertebrais

Os discos intervertebrais, como outras cartilagens, não têm suprimento sanguíneo. Na verdade, eles são as maiores estruturas do corpo que não possuem seus próprios vasos sanguíneos.

Durante o desenvolvimento embrionário e ao nascimento, eles possuem algum suprimento vascular que termina em suas placas terminais e anel fibroso. No entanto, esses vasos sanguíneos se deterioram rapidamente, deixando-os sem suprimento direto de sangue durante a vida pós-natal e na idade adulta.

Dessa forma, os nutrientes que os discos intervertebrais necessitam são absorvidos do sangue circulante por dois processos: difusão e osmose. Mais simplesmente, isso significa que há uma troca de fluidos dependente da pressão entre um disco intervertebral e seu ambiente.

Portanto, se os discos intervertebrais sofrem pressão, como quando estamos sentados, o fluido é pressionado para fora deles. Por outro lado, quando a pressão é retirada dos discos intervertebrais, por exemplo, quando estamos deitados, eles se enchem novamente com novos fluidos e nutrientes.

A Importância do Movimento

Para ter discos intervertebrais saudáveis ​​e resistentes à carga, não existe segredo: movimento. Cada vez que você muda de posição, a pressão nos discos intervertebrais é alterada. Isso significa que, quando você se move, está ativando a troca de fluidos e alimentando seus discos intervertebrais.

Após um máximo de 30 minutos em uma mesma posição, é recomendável que você se mova (por exemplo, levante-se um pouco para dar alguns passos).

Manter uma adequada ingestão de líquidos e garantir o sono reparador também são práticas que favorecem a saúde dos seus discos intervertebrais.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:
Compartilhar: