Estágios da Osteoporose - Compreenda a Evolução da Perda Óssea

Estágios da Osteoporose – Compreenda a Evolução da Perda Óssea

Estágios da Osteoporose. À medida que envelhecemos, os ossos naturalmente começam a perder estrutura, assim como muitas outras coisas em nosso corpo. No entanto, em alguns casos, eles se tornam fracos e quebradiços muito mais rápido do que o normal, o que geralmente ocorre devido a uma condição conhecida como osteoporose.

Existem vários tipos e estágios de perda óssea. A osteoporose é geralmente classificada com base em quanta massa óssea você perdeu e o que causou a perda óssea.

Neste artigo, saiba mais sobre os estágios da osteoporose e o que podemos fazer para evitar a progressão da perda óssea.

Entendendo a Osteoporose

Para entender a osteoporose, você precisa primeiro entender como seus ossos funcionam. Seus ossos são uma parte extremamente ativa do seu corpo. Eles estão em constante estado de remodelação. Isso significa que eles estão sempre perdendo estrutura e se reconstruindo com novos tecidos.

Antes dos 30 anos, seus ossos se reconstroem mais rápido do que se quebram, dando a você mais massa óssea do que precisa. Isso permite o armazenamento de tecido ósseo para mais tarde na vida, quando a remodelação óssea começa a desacelerar.

Após os 30 anos, seus ossos começam a se quebrar mais rápido do que podem se reconstruir. Embora esta seja uma parte normal do envelhecimento, também aumenta o risco de osteoporose, um estágio mais grave de perda óssea, caracterizado por ossos fracos e muito quebradiços.

A principal consequência da osteoporose são as fraturas, principalmente nas vértebras e nos quadris.

Estágios da Osteoporose

A osteoporose é uma doença silenciosa – o que significa que você geralmente não sabe que tem até fraturar um osso.

Existem quatro estágios diferentes da osteoporose. Cada estágio é medido pela sua densidade óssea real, que é um indicador desta condição. Os quatro estágios da osteoporose incluem:

  • Estágio 1 – O primeiro estágio da osteoporose ocorre quando a perda óssea e a formação de novo tecido ósseo ocorrem na mesma proporção. Nesta fase, não há sintomas e suas pontuações de densidade óssea estão acima de -1.
  • Estágio 2 – No estágio dois, a perda óssea está acontecendo mais rápido do que o novo tecido ósseo pode se formar. Ainda não há sintomas, e os escores de densidade óssea podem ser mais baixos, possivelmente indicando osteopenia, um precursor da osteoporose, com a densidade óssea entre os níveis de -1 a -2,5.
  • Estágio 3 – O estágio três já é considerado osteoporose. Nesta fase, a perda óssea excede em muito o crescimento ósseo, aumentando o risco de fraturas. A menos que aconteça uma fratura, não há outros sintomas neste estágio, exceto uma densidade óssea de -2,5 ou menor em um exame de densitometria óssea.
  • Estágio 4 – Nesta fase, a osteoporose é muito grave. O risco de fraturas é maior do que no estágio três, e podem existir sintomas. A perda óssea grave no estágio 4 leva a alterações na coluna, como postura curvada e perda de altura, além de uma ou mais fraturas.

Dúvidas Frequentes

Quanta perda óssea ocorre nos estágios iniciais da osteoporose?

A perda óssea está sempre acontecendo, mas em sua juventude, o osso é substituído tão rápido ou mais rápido do que você o perde. Com o tempo, esses processos tornam-se iguais e, eventualmente, a perda óssea supera a substituição. Nos estágios iniciais da osteoporose, a perda óssea é mínima.

Existe uma maneira de reverter os estágios iniciais da osteoporose?

Não podemos reverter a osteoporose, mas podemos tratá-la. Alguns medicamentos e suplementos podem ajudar a retardar a perda óssea e aumentar a densidade óssea.

Existe uma maneira de identificar precocemente a perda óssea, ainda nos estágios iniciais da osteoporose?

Normalmente, você não saberá que tem perda óssea até ter uma fratura. Mas é importante realizar check-ups com uma certa frequência determinada por seu médico, para medir a densidade óssea.

Todo mundo perde densidade óssea ao longo do tempo, mas com uma alimentação adequada, prática de exercício físico e exames frequentes para avaliar a saúde óssea, é possível reduzir o risco de desenvolver osteoporose.

Converse com seu médico sobre prevenção e triagem de osteoporose. Identificar e modificar os fatores de risco nos estágios iniciais da doença pode ajudar a retardar ou interromper sua progressão.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:
Compartilhar: