Cirurgia Endoscópica da Coluna para Tratamento da Hérnia de Disco

Cirurgia Endoscópica da Coluna para Tratamento da Hérnia de Disco

A Cirurgia Endoscópica para Tratamento da Hérnia de Disco é uma cirurgia moderna e hoje em dia muito comum realizada em pacientes com hérnia de disco. O procedimento consiste em remover uma porção do disco intervertebral: a parte herniada ou saliente que está comprimindo a raiz do nervo espinhal.

Esta abordagem utiliza incisão muito menor em comparação com uma cirurgia de discectomia aberta e menos ressecção e afastamento de tecidos moles para visualizar o espaço discal (cerca de 1 cm).

Continue a leitura e saiba mais sobre como esta cirurgia é realizada e seus cuidados pós-operatórios.

Cirurgia Endoscópica para Tratamento da Hérnia de Disco – Técnica Cirúrgica

A cirurgia é realizada utilizando anestesia geral, porém algumas vezes pode ser possível realizar com anestesia local e sedação, já que a incisão é muito pequena mesmo. O paciente é posicionado na posição de bruços, geralmente usando uma mesa cirúrgica especial com estofamento e suportes especiais. A região cirúrgica é limpa com uma solução de limpeza especial.

Esta com Dores na Lombar?
Marque sua Consulta com o Ortopedista Hoje mesmo.

Uma incisão longitudinal de 1 centímetro é feita na altura da hérnia discal a ser ressecada, com uso de um aparelho de radioscopia. Um tubo (camisa) de menos de 1 cm é introduzido através da pele até o plano ósseo. É introduzido o endoscópio , que possui uma câmera, um orifício para a irrigação constante de soro fisiológico e outro para introdução de uma pinça para ressecção do ligamento amarelo. Após um gentil afastamento da raiz nervosa, utiliza-se a pinça para ressecção do material herniado. Pronto! Após a ressecção da hérnia, o endoscópio é retirado e um ou dois pontos na pele são suficientes para o fechamento. Um pequeno curativo é posto no local.

O tempo total da cirurgia é de aproximadamente 1 hora.

Cuidados Pós-Operatórios

A grande maioria dos pacientes consegue voltar para casa no mesmo dia ou no início do dia seguinte à cirurgia.
Os pacientes são instruídos a evitar dobrar a cintura, levantar peso e torcer a coluna no pós-operatório inicial (uma semana) para evitar lesões por esforço ou lesões recorrentes no disco. Os pacientes não necessitam restrição de movimento, com retorno ao trabalho de 3 a 7 dias e exercícios após 6 semanas.

Tratamento da Cicatriz

A área da cicatriz pode ser deixada descoberta após 2 dias. Não são necessárias bandagens. Pequenos curativos podem fixar a sutura. A área deve ser mantida limpa e seca.

Banho

Os pacientes podem tomar banho imediatamente após a cirurgia. Após o banho, os pacientes devem remover o curativo e secar a área cirúrgica. Fitas cirúrgicas pequenas que fixam a sutura devem ser deixadas no lugar.

Dirigir

Os pacientes podem começar a dirigir quando a dor diminuir para um nível leve, que geralmente ocorre entre 05 a 07 dias após a cirurgia. Os pacientes não devem dirigir enquanto tomam analgésicos. Ao dirigir pela primeira vez após a cirurgia, os pacientes devem fazer uma viagem curta e ter alguém com eles, caso a dor aumente e eles precisem de ajuda para voltar para casa.

Depois que os pacientes se sentem confortáveis com uma pequena viagem, eles podem começar a dirigir distâncias mais longas sozinhos, geralmente após 10 dias, por conta de segurança no trânsito.

Voltar ao Trabalho e Esportes

Os pacientes podem retornar às tarefas leves no trabalho de 3 a 7 dias após a cirurgia, dependendo de quando a dor cirúrgica diminuir. Os pacientes podem retornar ao esporte 6 semanas após a cirurgia, com eventual retorno a fisioterapia.

Acompanhamento Médico

Os pacientes retornam para uma consulta de acompanhamento em aproximadamente 8 a 10 dias após a cirurgia. A incisão será inspecionada e os pontos removidos. Os pacientes recebem uma prescrição para iniciar fisioterapia em 3-4 semanas após a cirurgia. Os medicamentos são prescritos novamente, se necessário.

Resultados

Os resultados da cirurgia no tratamento de uma hérnia de disco dolorosa são geralmente excelentes. Numerosos estudos de pesquisa em revistas médicas demonstram mais de 90-96% de resultados bons ou excelentes. Observa-se que a maioria dos pacientes apresenta uma rápida melhora da dor e volta à função normal.

Mais informações sobre este assunto na Internet:

Artigo Publicado em: 1 de novembro de 2019 e Atualizado em: 03 de maio de 2024

Diga Adeus às suas Dores.
Reserve a sua Consulta com Ortopedista.