Artrite Reumatoide e Espondilite Anquilosante - Importância do Diagnóstico Adequado

Artrite Reumatoide e Espondilite Anquilosante – Importância do Diagnóstico Adequado

Artrite reumatoide (AR) e espondilite anquilosante (EA) são doenças inflamatórias crônicas progressivas, que levam a danos nas articulações e reduzem a aptidão física dos pacientes. Estão entre as doenças reumáticas mais comuns.

Anteriormente, a EA era frequentemente diagnosticada erroneamente como AR. Hoje não existem grandes dificuldades diagnósticas na diferenciação entre essas doenças, graças aos modernos exames laboratoriais e de imagem. No entanto, um paciente pode apresentar sintomas típicos de ambas as doenças simultaneamente.

Neste artigo, compreenda a importância do diagnóstico adequado de ambas as doenças para um tratamento assertivo.

Artrite Reumatoide e Espondilite Anquilosante

A inflamação na coluna é mais comum do que você pensa e pode causar uma variedade de condições dolorosas nas costas. A artrite reumatóide (AR) e a espondilite anquilosante (EA) estão entre as doenças reumáticas mais comuns que podem afetar a coluna vertebral.

Artrite Reumatóide

Acabe Com suas Dores nas Costas!
Agende uma Consulta agora com Cirurgião da Coluna.

A artrite reumatóide é uma doença que causa destruição das articulações do corpo. A doença pode ocorrer em qualquer articulação do corpo e é mais comumente sintomática nas pequenas articulações das mãos e dos pés.

Quando a artrite reumatóide afeta as articulações da coluna, é muito mais comum que o pescoço (coluna cervical) seja afetado do que a região lombar.

A artrite reumatóide da coluna pode causar dores no pescoço, nas costas e/ou dores que se irradiam para as pernas ou braços. Em casos avançados, a deterioração das articulações da coluna vertebral pode levar à compressão da medula espinhal e/ou das raízes nervosas espinhais.

Tratamento

Os objetivos do tratamento da artrite reumatóide na coluna vertebral são principalmente:

  • Reduzir ou eliminar a dor
  • Manter a capacidade de funcionar na vida cotidiana
  • Reduzir ou retardar a progressão da doença.

Para a grande maioria das pessoas, o tratamento não é cirúrgico e incluirá uma combinação de fisioterapia, medicamentos e nutrição e, possivelmente, formas alternativas ou complementares de cuidados. A cirurgia para artrite reumatóide na coluna é rara.

Espondilite Anquilosante

A espondilite anquilosante é uma forma de artrite crônica que envolve inflamação da coluna vertebral e pode causar a fusão de algumas vértebras, causando rigidez, dor intensa e desconforto.

Os primeiros sinais de espondilite anquilosante são geralmente dor e rigidez na parte inferior das costas e nas nádegas. Os sintomas tendem a desenvolver-se gradualmente ao longo de várias semanas ou meses, com dor incômoda e difusa que pode começar num lado do corpo e espalhar-se para o outro, piorando de manhã e à noite.

Em alguns indivíduos, os primeiros sintomas não aparecem na região lombar, mas em outras articulações, incluindo quadril, tornozelo, calcanhar, ombro, cotovelo ou joelho. Os primeiros sintomas também podem incluir febre leve, desconforto geral e perda de apetite.

Embora a espondilite anquilosante não possa ser curada, uma variedade de opções de tratamento pode ajudar a reduzir a dor e aliviar os sintomas.

Tratamento

Pacientes com EA devem fazer fisioterapia e exercícios direcionados às articulações para promover extensão e mobilidade da coluna vertebral. Os medicamentos de primeira linha para alívio dos sintomas são os antiinflamatórios não esteróides (AINEs). Para inchaço localizado nas articulações, as injeções de corticosteroides na articulação ou na bainha do tendão são rapidamente eficazes.

Se os pacientes não responderem, medicamentos anti-reumáticos modificadores da doença (DMARDs) podem ser usados ​​para aliviar os sintomas e prevenir danos nas articulações. Corticosteróides orais não são recomendados. A cirurgia, como a artroplastia total do quadril, pode ser útil para alguns pacientes, mas a cirurgia da coluna raramente é necessária.

Vivendo com Artrite Reumatoide e Espondilite Anquilosante

Com as opções de tratamento mais recentes, a maioria das pessoas com AR e EA leva uma vida normal e produtiva e tem uma expectativa de vida normal.

Mas é importante que elas pratiquem exercícios com frequência para manter a saúde das articulações e do coração. Pessoas com uma dessas condições que fumam devem parar de fumar ou procurar ajuda para fazê-lo. Seu médico cirurgião de coluna pode lhe ajudar a manter essas condições sob controle, colaborando com sua qualidade de vida.

Mais informações sobre este assunto na Internet:
Diga Adeus às suas Dores.
Reserve a sua Consulta com Ortopedista.