Como Tratar Artrose na Lombar?

Como Tratar Artrose na Lombar?

Cerca de 80% das pessoas experimentam dor lombar em algum momento da sua vida. A artrose na lombar é uma causa comum de dor lombar e é uma condição que envolve a ruptura da cartilagem (tecido que cobre as superfícies articulares nas extremidades dos ossos).

Continue a leitura deste artigo para saber mais informações sobre a artrose na lombar, suas causas, sintomas, diagnóstico e tratamento.

Compreendendo a Artrose na Lombar

As articulações normais se movem facilmente porque a cartilagem saudável amortece os ossos enquanto eles se movem uns contra os outros.

Na artrose na coluna, a cartilagem que reveste as articulações facetárias (articulações vertebrais) se desgasta, permitindo que aconteça um certo nível de atrito entre os ossos.

Osteófitos (pequenos crescimentos ósseos também conhecidos como esporões ósseos ou bico de papagaio) se formam nas articulações facetárias e ao redor das vértebras na tentativa de devolver a estabilidade à articulação. Gradualmente, a coluna enrijece e perde flexibilidade.

Os osteófitos, às vezes, se tornam grandes o suficiente para causar estreitamento do canal espinhal ou forame, irritando ou prendendo os nervos que passam por eles (condição também chamada de estenose espinhal e estenose foraminal).

A estenose, embora relacionada à osteoartrite, é uma condição médica separada. A osteoartrite também pode ser confundida com a doença degenerativa do disco, uma deterioração gradual dos discos entre as vértebras, mas é uma condição médica separada.

Causas

A osteoartrose ocorre à medida que a pessoa envelhece, mas não é um resultado direto do envelhecimento. Pode resultar de diversos fatores, incluindo:

  • Uso repetitivo;
  • Alto estresse mecânico;
  • Lesão;
  • Infecção articular;
  • Obesidade;
  • Danos nos ligamentos;
  • Problemas hormonais
  • Gravidez.

A hereditariedade também desempenha um papel.

Sintomas

Os sintomas da artrose na lombar consistem em aumento gradual da dor e rigidez. Inicialmente, a dor e a rigidez ocorrem após períodos de inatividade.

Mais tarde, a dor é pior com atividade física e sessão prolongada de certas atividades, como ficar muito tempo sentado ou mesmo ficar muito tempo em pé.

Diagnóstico e Tratamentos

O tratamento adequado da dor nas costas depende da causa. Para diagnosticar a causa de sua dor nas costas, seu médico fará uma avaliação do seu histórico médico, um exame físico e poderá solicitar radiografias ou outros estudos de imagem da coluna vertebral.

As abordagens de tratamento são direcionadas para controlar a dor, manter a mobilidade articular e retardar a progressão. Um plano de tratamento, que pode incluir exercícios, medicamentos e medidas para proteger as articulações, deve ser desenvolvido.

Você também pode ser encaminhado a um reumatologista (médico especializado em doenças dos ossos e articulações), fisioterapeuta, médico da dor ou cirurgião. Os tratamentos para osteoartrite da coluna lombar incluem:

  • Educação – a melhor maneira de evitar problemas nas costas é conhecer suas causas;
  • Exercícios de baixo impacto (caminhada, ciclismo, natação) melhoram a força muscular e a flexibilidade, ajudando a melhorar as condições da coluna. Recomenda-se um programa de aumento gradual da intensidade das atividades;
  • Repouso apenas durante a inflamação ativa;
  • Compressas de calor e frio para reduzir a inflamação;
  • Apoio adequado para as costas (colchão firme, cadeira de apoio);
  • Controle de peso;
  • Tratamento complementar (como acupuntura ou massagem) além do tratamento padrão;
  • Analgésicos (como acetaminofeno, aspirina e outros anti-inflamatórios não esteróides) e cremes tópicos, quando indicados pelo seu médico;
  • Injeções direcionadas ao espaço epidural (espaço estreito entre as membranas que cobrem a medula espinhal e a parede do canal espinhal), as articulações facetárias ou bloqueio de nervos espinhais específicos;
  • Cirurgia (como fusão de vértebras afetadas, realinhamento de vértebras ou implante de disco).

O paciente também deve discutir com o seu médico sobre como os sintomas afetam sua vida cotidiana e atividades de trabalho e desenvolver estratégias para reduzir esse impacto.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:
Compartilhar: