Estenose Foraminal

Estenose Foraminal

A estenose foraminal – muitas vezes referida como estreitamento foraminal – é uma condição que surge quando os espaços entre as vértebras encolhem. Em condições normais, esses espaços são grandes o suficiente para se tornarem canais através dos quais as raízes nervosas podem passar facilmente.

Neste artigo, saiba mais sobre as causas, sintomas e formas de tratamento da estenose foraminal.

O que é Estenose Foraminal

É a restrição ou estreitamento das aberturas dentro de uma vértebra, conhecidas como forame.

É por meio dessas aberturas que as raízes nervosas entram e saem de nossa medula espinhal. É também por essa cavidade que os nervos espinhais passam ao sair da coluna vertebral.

As aberturas tendem a se contrair quando a coluna vertebral degenera, afetando os discos intervertebrais, as vértebras e outros tecidos da coluna. Cada nível da coluna tem um forame de cada lado, e os nervos espinhais passam por cada um deles em cada nível. Uma vez que essas aberturas tornam-se mais estreitas, qualquer coisa que as invada leva a compressão dos nervos.

Causas

A maioria das doenças que levam à estenose foraminal está relacionada à idade, sendo a doença degenerativa do disco e a osteoartrite os motivos mais comuns em pessoas mais velhas.

A estenose foraminal geralmente ocorre como uma forma de doença degenerativa e ocorre lentamente com o desgaste da coluna vertebral. Diferentes condições podem invadir o forame, causando a compressão dos nervos, incluindo:

  • Disco protuberante;
  • Hérnia de disco;
  • Inchaço dos tecidos moles;
  • Crescimento ósseo;
  • Alterações artríticas da coluna vertebral.

A estenose foraminal geralmente ocorre junto com doenças degenerativas da coluna. No entanto, também pode ser um problema primário para alguns pacientes.

Classificação

Como já vimos, forames são aberturas em cada lado das vértebras da coluna vertebral que permitem a passagem das raízes nervosas da medula espinhal.

Estreitamento bilateral significa que ambos os forames são afetados, enquanto o estreitamento unilateral afeta apenas um forame.

O estreitamento das áreas ao redor das raízes nervosas depois que elas saem de um forame é conhecido como estenose lateral extrema – uma condição que pode ser provocada pela degeneração da coluna vertebral ou por lesão.

Embora o estreitamento foraminal possa ocorrer em qualquer nível da coluna, as áreas mais comumente afetadas são as regiões lombar e cervical. Como a região torácica oferece estabilidade, a coluna ao redor da área é protegida contra degeneração.

No entanto, esse não é o caso da área ao redor do pescoço e da parte inferior das costas, uma vez que essas áreas sofrem estresse constante provocado pelo movimento e porque suportam o peso do corpo.

Tipos

Estenose do Forame Cervical

Este tipo de estreitamento foraminal ocorre em torno da área ao redor da região cervical e afeta a parte superior das costas, ombros, cabeça e extremidades superiores com a dor crescendo gradualmente ao longo do tempo.

Nos estágios iniciais, as vítimas podem sentir um desconforto ocasional que está especialmente associado a atividades específicas, como sentar atrás de uma mesa por longos períodos ou andar de bicicleta, e muitas vezes é confundido com tensão muscular nas áreas ao redor da parte superior das costas ou pescoço.

Estenose do Forame Torácico

Ocorre ao redor da região torácica e afeta órgãos internos, ombros e caixa torácica. Seus sintomas são bastante semelhantes aos da estenose espinhal torácica. O estreitamento dos forames na região torácica é geralmente causado pela idade e pode ser degenerativo ou congênito – sendo a degeneração a causa mais comum.

À medida que a deterioração aumenta, a dor também aumenta com a permanência prolongada ou durante ou após as atividades.

Para pessoas que sofrem de estreitamento foraminal torácico congênito, uma pequena lesão pode agravar os sintomas, pois os canais já são estreitos, permitindo que a compressão ocorra com mais facilidade.

Estenose do Forame Lombar

Ocorre ao redor da região lombar e afeta as nádegas, a parte inferior das costas e as extremidades inferiores. O estreitamento dos forames ao redor da coluna lombar é um processo degenerativo e gradual que geralmente resulta em sintomas neuropáticos, como ciática e dor na região lombar.

O estreitamento ao redor dessa região pode passar despercebido se as passagens não se estreitarem a ponto de contrair os nervos, causando os sintomas.

Sintomas

Quando o espaço se torna muito estreito, os seguintes sintomas começam a se manifestar:

  • Fraqueza muscular;
  • Dormência;
  • Formigamento ou sensação de alfinetes e agulhas;
  • Dor localizada;
  • Dor que se irradia ao longo do caminho do nervo.

Tratamentos

Após o diagnóstico, o tratamento inicial mais comum será direcionado ao controle do inchaço do tecido por meio de anti-inflamatórios não esteroidais, seguido de recomendação de fisioterapia.

A mesma advertência se aplica às formas populares de tratamentos alternativos. A ioga ajuda a fortalecer as costas para aliviar a dor, mas se feito incorretamente pode causar mais danos do que benefícios.

A Acupuntura também pode ajudar a oferecer um alívio menor e temporário, mas quando nenhuma melhora dos sintomas se manifestou após um período adequado de tempo, o próximo passo a considerar deve incluir opções cirúrgicas.

Essa decisão deve sempre incluir a consulta a um médico e somente após tratamentos não cirúrgicos terem sido tentados por tempo suficiente para determinar sua eficácia em oferecer alívio adequado dos sintomas.

Mais Informações sobre estenose foraminal na Internet:
Compartilhar: