O que Pode Causar Dor Lombar?

O que Pode Causar Dor Lombar?

O que Pode Causar Dor Lombar?: A dor lombar pode ser um desconforto intermitente ou uma dor contínua. Às vezes, pode ser particularmente grave quando você se senta, se levanta de uma cadeira ou endireita as costas depois de se inclinar para a frente. Mas o que pode causar dor lombar?

Continue esta leitura e compreenda as causas para este sintoma e quando é o momento de procurar um cirurgião de coluna para tratamento.

O que Pode Causar Dor Lombar

Enquanto na maioria dos casos a causa subjacente da dor pode ser identificada, algumas vezes a dor nas costas pode ser inespecífica e sem causa identificável. Se você tem dor lombar crônica, é possível que os músculos do tronco estejam excessivamente ativados quando você executa determinadas tarefas, como:

  • Inclinar-se para frente para pegar ou deixar um objeto;
  • Sentar-se e / ou ficar de pé;
  • Subir as escadas.

O aumento da dor muscular durante essas atividades ocorre devido a uma adaptação anormal desses músculos para proteger a coluna. Certos grupos de músculos podem ser ativados mais do que outros, causando dor durante a realização de tarefas específicas.

Quando a dor lombar aumenta enquanto sentado, e geralmente melhora depois de ficar em pé, pode indicar uma hérnia de disco na região lombar (parte inferior da coluna).

Tipos de Dor Lombar

Como o próprio nome já diz, a dor lombar é aquela que ocorre na região da coluna lombar. Esse tipo de desconforto pode ser dividido em duas categorias: dor mecânica e dor compressiva.

Dor Mecânica – Dor Lombar

A Dor Mecânica é muitas vezes chamada de tensão nas costas porque está ligada ao movimento, ou a ” mecânica” da coluna. Esse tipo de dor ocorre quando a lesão dos discos, articulações, ligamentos ou músculos da coluna resulta em alguma inflamação. Chama-se dor mecânica porque se relaciona com a mecânica da coluna.

Quanto mais você usa as costas, mais dói.

Esse desconforto pode ser causada por muitas condições na coluna, das quais incluem fraturas da vértebra, distensões musculares nos músculos paravertebrais, lesões ligamentares e desgaste das articulações e discos da coluna vertebral.

Dor Compressiva – Dor Lombar

A dor compressiva é resultado de pressão ou irritação na medula espinhal, nervos que saem da coluna. Por exemplo, se um disco intervertebral rompe e seu conteúdo vaza para dentro do canal vertebral, pode causar problemas com o nervo. Normalmente, essa pressão ou irritação causa além da dor, uma dormência e fraqueza muscular pelos caminhos percorridos pelo nervo.

Causas da Dor Lombar

A dor lombar pode ser causada por várias condições da coluna vertebral, incluindo:

O que Pode Causar Dor Lombar em Atletas

Os atletas correm maior risco de sofrer uma lesão na coluna lombar devido à atividade física. Seja o esqui, o basquete, o futebol, a ginástica, a corrida, o golfe ou o tênis – a coluna sofre muito estresse, absorção de pressão, torção, giro e até mesmo impacto físico. Esta atividade extenuante coloca uma quantidade excessiva de estresse nas costas e isto pode causar lesões até mesmo para os melhores e mais aptos profissionais.

Muitos atletas – do guerreiro do final de semana ao profissional de elite – aumentam sua força, aplicam alguns remédios contra dor e toleram o desconforto em prol do jogo e da diversão pessoal. Mas evitar ajuda médica pode levar a lesões ainda mais graves. Sem essa ajuda especializada, o dano anatômico pode às vezes levar à exclusão permanente das atividades esportivas.

Sintomas Associados à Dor Lombar

Os sintomas variam dependendo da causa da dor e incluem:

  • Espasmos musculares, cãibras e rigidez;
  • Dor nas pernas, formigamento, dormência ou fraqueza;
  • Dor e rigidez que pioram ao longo do tempo e duram mais de 3 a 6 meses;

Quando Procurar Ajuda Médica

Se você tiver dor lombar e / ou dor intensa durante movimentos funcionais que não sejam aliviados por autocuidado e medicação, é aconselhável procurar atendimento médico. O cirurgião de coluna pode ajudar a diagnosticar e tratar a causa de sua dor e também descartar doenças graves, como tumores, fraturas ou infecções da coluna vertebral.

Referência Utilizada para o Artigo
Compartilhar: