O que Pode Causar Espasmos nas Costas?

O que Pode Causar Espasmos nas Costas?

Uma queixa comum no consultório médico, os espasmos nas costas podem acompanhar a dor nas costas ou no pescoço ou resultar de um evento traumático, como uma queda ou acidente automobilístico.

Continue a leitura para saber mais sobre o que pode causar espasmos nas costas e como diagnosticamos e tratamos essa causa.

Em que Consistem os Espasmos nas Costas?

Um espasmo nas costas é uma contração dolorosa involuntária e sustentada de um ou mais músculos da coluna vertebral.

Um espasmo muscular espinhal pode representar algo sério, como uma micro ruptura em torno de um disco espinhal que pode gerar inflamação suficiente para causar tensão nos músculos. Na maioria dos casos, no entanto, pode ser sintoma de uma lesão muscular leve, como uma entorse.

Causas

Acabe Com suas Dores nas Costas!
Agende uma Consulta agora com Cirurgião da Coluna.

Uma das teorias que justifica a ocorrência de espasmos musculares nas costas é que, se houver um estímulo nocivo que perturbe os músculos, eles agem juntos de maneira estimulante para proteger a coluna.

Os espasmos nas costas geralmente ocorrem quando estresse ou tensão é colocado nos músculos, tendões (tecido que liga os músculos aos ossos) ou ligamentos (tecidos que ligam os ossos uns aos outros) das costas. Em alguns casos, os espasmos nas costas podem ser sinal de uma condição médica que causa inflamação da coluna e dos tecidos circundantes.

Causas comuns de espasmos nas costas incluem:

  • Uso excessivo de músculos. Levantamento de peso, movimentos repetitivos (por exemplo, prática de esportes, trabalho manual) e períodos prolongados de atividade física sem descanso e recuperação suficientes podem inflamar e lesionar os músculos das costas.
  • Lesão aguda. Uma queda ou movimento súbito e anormal de torção ou flexão pode causar entorse ou tensão nos músculos, tendões ou ligamentos nas costas.
  • Postura pobre. A postura incorreta sentada ou em pé pode sobrecarregar os músculos das costas.
  • Estilo de vida sedentário. A falta de atividade física regular pode enfraquecer os músculos das costas, abdômen e nádegas e está associada a dores recorrentes nas costas.
  • Deficiência nutricional. Deficiências em vitaminas e minerais essenciais – como vitamina D, magnésio e potássio – podem interromper a função muscular normal e causar dores nas costas e espasmos.
  • Ansiedade e estresse. Estresse e ansiedade podem causar contração involuntária dos músculos das costas e pescoço. A tensão muscular prolongada pode levar a rigidez muscular e espasmos.
  • Distúrbios do disco. A doença degenerativa do disco ou uma hérnia de disco podem causar espasmos nas costas quando os músculos circundantes se contraem protetoramente em um esforço para imobilizar a área dolorida.
  • Espondilolistese. Uma condição que faz com que uma vértebra na coluna lombar saia de sua posição normal. Algumas pessoas com espondilolistese sentem dor nas costas, rigidez e espasmos musculares.
  • Estenose espinhal. Estreitamento do canal espinhal que comprime a medula espinhal e/ou os nervos. A pressão sobre os nervos espinhais pode causar inflamação e espasmos musculares.
  • Artrite. Formas de artrite inflamatória que afetam a coluna, como espondilite anquilosante e osteoartrite, podem causar espasmos dolorosos nas costas.
  • Fibromialgia. Uma condição crônica caracterizada por dor generalizada, incluindo espasmo muscular.

Diagnosticando e Tratando Espasmos nas Costas

O tratamento para espasmos musculares depende de como você foi ferido. É importante obter uma história completa:

Você acabou de se inclinar e pegar uma caixa ou dormir em uma posição desconfortável? Esse tipo de dor é menos preocupante do que se seus espasmos nas costas tivessem começado depois que você se envolveu em um acidente de carro em alta velocidade ou em uma queda de uma altura significativa.

Os espasmos nas costas que ocorrem após tais eventos exigirão um exame neurológico e muscular completo imediato e exames de imagem avançados, como a ressonância magnética, para ter certeza de que não estamos perdendo lesões da coluna que exijam tratamento extensivo.

O tratamento conservador é provavelmente tudo o que pode ser necessário para aliviar os espasmos musculares da coluna, como:

  • Usar um colar macio inicialmente para um espasmo cervical
  • Aplicação de calor ou gelo
  • Medicação anti-inflamatória
  • Atividade leve, como caminhar, evitando dobrar, torcer e levantar
  • Fisioterapia para melhorar a amplitude de movimento dos músculos da coluna vertebral

Se você não melhorar dentro de quatro a seis semanas de tratamento conservador, realizamos uma investigação diagnóstica mais acurada, geralmente por meio de uma ressonância magnética, para identificar a necessidade de cirurgia.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:
Diga Adeus às suas Dores.
Reserve a sua Consulta com Ortopedista.