Dor Crônica nas Costas - Quais as Causas? Como Tratar?

Dor Crônica nas Costas – Quais as Causas? Como Tratar?

Se você tem dor crônica nas costas, pode sentir que está em constante desconforto ou esperando que a dor volte. E provavelmente se perguntando sobre o que causou essa situação.

A maioria das dores crônicas é causada por condições subjacentes. Claro, um movimento estranho ou uma queda podem causar dor, mas esses eventos geralmente não são a causa raiz.

Então, quais são as causas da dor crônica nas costas? Neste artigo, definimos o que é dor crônica nas costas, suas causas e como obter alívio.

Sintomas de Dor Crônica nas Costas

Os sintomas de dor crônica nas costas geralmente surgem gradualmente e são duradouros, persistindo por mais de seis semanas. Geralmente, não é causada por um evento ou lesão específica – nem simplesmente desaparece sem tratamento médico.

É diferente da dor aguda nas costas, que geralmente surge repentinamente e desaparece em duas a seis semanas. E, como a dor crônica é de longa duração, muitas vezes faz com que você evite atividades físicas ou a compense de outras maneiras, o que pode piorar a dor a longo prazo.

Causas

As pessoas costumam pensar que um único evento ou lesão é responsável por seus problemas crônicos nas costas. Mas a verdade é que geralmente não é possível identificar uma única causa; em vez disso, existem várias condições que podem contribuir para a dor crônica.

Descondicionamento Muscular

O descondicionamento muscular – também chamado de atrofia muscular – é uma das causas mais comuns de dor crônica nas costas. O descondicionamento muscular ocorre quando os músculos das costas não têm força e estabilidade para apoiá-la adequadamente, causando desgaste com o tempo.

Algum descondicionamento ocorre naturalmente à medida que envelhecemos, mas a falta de atividade física é o maior contribuinte.

Se suas costas estão doendo ou se você se machucou recentemente, provavelmente começou a relaxar ou a evitar certas atividades. No curto prazo, modificar suas atividades ou evitar práticas como levantar pesos são frequentemente recomendadas para ajudar a cicatrizar suas costas.

Mas o excesso de inatividade pode causar o encolhimento e o enfraquecimento dos músculos. Quando isso acontece, os músculos das costas podem não ser mais capazes de sustentar os ligamentos e as vértebras como fariam normalmente – o que pode causar dor ou torná-lo mais sujeito a lesões.

Postura ou Mecânica Corporal Inadequada

Os maus hábitos podem causar tensão na coluna e no tecido que a rodeia. E com o tempo, esse estresse repetido pode quebrar os componentes estruturais da coluna vertebral.

Embora a postura ou a mecânica corporal façam parte de cada movimento que você faz (ou não faz), seu ambiente de trabalho pode ter um grande impacto.

Se o seu trabalho exige levantamento regular ou movimentos repetitivos, a mecânica adequada é a sua melhor defesa contra a dor crônica nas costas.

Para funcionários de escritório, quando você se senta à mesa por longos períodos sem se alongar, isso pode fazer com que os flexores do quadril se contraiam. Com o tempo, isso pode fazer com que os quadris e isquiotibiais enfraqueçam, causando dores na região lombar.

Se você perceber que está curvado sobre o teclado várias vezes por dia, pode estar desenvolvendo cifose. Essa curvatura excessiva da coluna geralmente está associada à dor crônica nas costas.

Genética e Envelhecimento

À medida que envelhecemos, nossos corpos mudam – e dores podem se tornar mais comuns. Perdemos força muscular e espaço em nossa coluna.

É claro que esse processo natural de envelhecimento pode ser acelerado por outras condições causadoras de dor crônica sobre as quais falamos neste artigo.

Eventos Traumáticos

Eventos como acidentes de carro, tropeços e outros eventos de alto impacto podem acelerar o processo de envelhecimento da coluna e provocar o aumento da dor crônica. Esses eventos podem levar à supercompensação dos movimentos por causa da lesão.

Uso Excessivo e Repetição de Atividades Cotidianas

Todos os dias, as pequenas coisas que fazemos podem ter um grande impacto na quantidade de estresse que colocamos em nosso corpo. Exemplos incluem:

  • Dirigir ou sentar por longos períodos de tempo;
  • Atividades de movimento repetitivo, como caminhar, inclinar-se, fazer exercícios ou digitar;
  • Levantar objetos pequenos e pesados;
  • Dormir em uma posição estranha ou em um colchão velho.

Tratamento

A cirurgia pode ser uma opção eficaz para o alívio da dor em longo prazo. Mas não há muitos dados para apoiar que a cirurgia seja a melhor solução para curar a dor nas costas.

Geralmente, a cirurgia só é recomendada depois que as opções de tratamento não cirúrgico pararem de funcionar.

O melhor tratamento para a dor crônica nas costas é o movimento, mesmo que pareça estranho. Quando suas costas doem, você acha que é hora de pegar leve. Assim, evita certas atividades ou movimentos. Mas quanto menos você se mover, mais sentirá aquele descondicionamento muscular – e sua dor vai piorar.

A fisioterapia ativa envolve atividades baseadas em movimentos como:

  • Alongamento;
  • Exercícios de amplitude de movimento e fortalecimento da coluna;
  • Exercícios de condicionamento direcionados.

Os movimentos e exercícios são projetados para lidar com as causas da dor crônica nas costas, ou seja: fortalecer suas costas, condicionar seus músculos e melhorar sua mobilidade.

Seu programa de fisioterapia ativa precisa ser frequente e projetado para fortalecer e condicionar suas costas e núcleo. Converse com o seu médico cirurgião de coluna sobre um plano de tratamento com um fisioterapeuta especializado em dores crônicas.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:
Compartilhar: